.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

quarta-feira, 12 de maio de 2010

Pontos cantados de Iansã


Ventou nas matas
Ventou nas pedreiras
Que vento forte
Nas cachoeiras
Não é Oxossi, nem é Xangô
É Iansã com seu seu patacotô
Deusa dos ventos e do trovão
Oh, minha mãe,
Quero sua proteção


Saravá, deusa maior!
Iansã é moça rica
Iansão, deusa dos ventos
Saravá, moça bonita
Iansã é minha mãe
Rainha do jacutá
Vem gritando Eh! parrei...!
Roda a saia que eu quero ver
Filho de umbanda não tenho querer, oi
Roda a saia que eu quero ver


Iansã, orixá de umbanda
Rainha do nosso congá
Saravá Iansã lá na aruanda, eh parrei!
Parrei, Iansã venceu demanda
Iansã saravou prá Xangô
Do céu nos iluminou
E lá na mata, saravou..
Saravá Iansã
Saravá Xangô


Iansã tem um leque de penas
Prá abanar dia de calor
Iansã mora nas pedreiras
Eu quero ver meu pai Xangô


Eu vi essa menina
Saravando no congá
Salve seu leque de penas
Rainha do jacutá
Iansã é muita linda
Mas que linda que ela é
Iansã está no terreiro
Vem trazer o seu axé


Ela é uma moça bonita
Ela é dono do seu jacutá
Eh parrei...
À mamãe de aruanda
Saravá na umbanda
Que eu quero ver


Saravá Iansã do cabelo loiro
No mar tem água
Na sua pedra tem ouro
Lê...lê...lê...
Saravá Iansã
Que é rainha do mar


Ela é oiá
Ela é Iansã
Desse jacutá
Ela é matamba
Do cabelo loiro
Senhora dos ventos
Da espada de ouro


Risca o céu da tormenta
Uma faixa de luz
É a espada de ouro
De Iansã que reluz
É a chuva caindo
É o castigo do vento
Iansã está reinando
Lá no firmamento


Iansã é minha mãe
Ela é dona do meu congá
Parrei, parrei, parrei...
Oh, Iansã, vem me ajudar
Ela vence demanda
É lá no firmamento
Com sua espada
É a dona do vento
Parrei, parrei, parrei...
Oh, Iansã, vem me ajudar

A Iansã é mulher guerreira
A Iansã é mulher guerrá...


Eh parrei, ô Iansã
Eh parrei, ô Peloiá
Com a sua espada de ouro, Iansã
Venha nos ajudar
A sua espada risca o espaço
Senhora do mundo, Iansã, Iatopé
Eu louvo a sua coroa, minha mãe
Pedindo seu aiaxé, ô eh! Parrei


Êh, Iansã
Êh, Iansã
Segura seu ererê, Iansã
Segura seu ererê, Iansã
Ô Iansã


Iansãderê, oiê
Iansãderê,
Gira no tempo,
Rainha do tempo
Que eu quero ver
É de oriá, ô iê
É de oriê
Gira na gira
Vai na fé de Zambê


Trago acarajé para Iansã
Também meu colar coral
Para ela benzer
E o meu ilu prá tocar
No seu akerê
Acendo iná
Pro seu acaçá


Salve o seu otá
Também seu beji
Fogo Iansã
De eponitá
E todo meu canto
É Ingorossi

Ô eh parrei...
Minha mãe de aruanda
Mas ela é dona de seu zaracutá
E rê rê rê, e rê rê rá
Minha mãe de aruanda
Tem mironga lá no mar

Santa guerreira que ao meu lado caminha
Com sua espada de ouro e sua taça na mão
És para mim toda beleza, venero sua beleza
Guardo-a em meu coração, quando ela roda
Sua saia irradia, Deusa da Ventania
É a Rainha Trovão com meu Pai Xangô
Iansã fez a morada, ela roda ua saia
No romper da madrugada
Eparrei Ioiá
Saravá Iansã, ela é Rainha, é Orixá

Oi, Iansã, menina dos cabelos loiros
Onde é a sua morada?
É na mina de ouro

Minha Santa Bárbara
Virgem da Coroa
Pelo amor de Deus, Santa Bárbara,
Não me deixe à toa
Minha Santa Bárbara
Virgem da Coroa
A Coroa é dela Xangô
É da pedra de ouro

POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

Carregando...

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ