.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

CANDOMBLÉ DE CABOCLO

O Candomblé, ao desembarcar no País com os escravos, encontrou aqui um outro culto de natureza mediúnica, chamado "Pajelança", praticado pelos índios nativos em variadas formas. Em ambos os cultos havia a comunicação de Espíritos.
Com o tempo, alguns terreiros começaram a misturar os rituais do Candomblé com os da Pajelança, dando origem a um outro culto chamado "Candomblé de
Caboclo". Naturalmente, os Espíritos que se manifestavam eram os de índios e negros, que o faziam com finalidades diversas.
A exemplo de toda nossa cultura, o candomblé de caboclo é um a miscigenação de europeus, africanos e ameríndios, uma verdadeira mistura de crenças e costumes que suas entidades trazem em suas passagens pela terra conforme suas falanges ou linhas que se dividem em Caboclos de Pena, a linha só há índios brasileiros, Caboclo de couro que pertence a linha dos homens que lidavam com gado, marujos que são aqueles que viviam no mar e outras como os famosos baianos que é a linha que representa o trabalhador nordestino que padeceu nos sertões brasileiros, assim como falange de Zé Pilintra que a história conta que foi um "malandro" injustiçado que se tornou encantado. Estes últimos são mais comuns nos cultos de umbanda da a região sudeste do país.

Influências Ketu, Gêge, Catolicismo, Ameríndia
Usam dentro da ritualística o gongá ou peiji (palavra de origem indígena qu quer dizer altar), onde misturam imagens de todos os tipos: santos da Igreja Católica, pretos-velhos, crianças, índios, sereias, etc.
Trazem do Candomblé as festividades que louvam os Orixás e utilizam os atabaques (ilus); no lugar das sessões realizam as giras. A vestimenta é igual à do Candomblé; usam roncó, camarinha, feitura e na saída ocorre a personificação do Orixá (o médium sai com a vestimenta do Orixá); utilizam sacrifício (matança) de animais.
Nas sessões normais os caboclos utilizam cocares, arcos, flechas e no que se refere aos trabalhos, o nome dado é “Mandinga”.
Utilizam o ipadê ou padê, exigência dos Exús; os cântigos são denominados orikis e misturam cântigos em português e em iorubá.

http://www.aucar.com.br/religioes.html

POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

Carregando...

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ