.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

sexta-feira, 11 de março de 2011

ORIXÁ EWÁ

Yewa é a divindade do rio Yewa.
Na Bahia é cultuada somente em três casas
antigas, devido à complexidade de seu ritual.
As gerações mais novas não
captaram conhecimentos necessários para a realização do seu ritual, daí se
ver, constantemente, alguém dizer que fez uma obrigação para Yewa , quando
na realidade o que foi feito é o que se faz normalmente para Osun ou Oya.
O desconhecimento começa com as coisas mais simples como a roupa que
veste, as armas e insígnias que segura e os cânticos e danças, isso quando
não diz que Yewa é a mesma coisa que Osun, Oya e Yemoja.


Pai Cido da Oxum (que tem uma filha desse Orixá, Gabriela), esclarece:
“Ewá – Esta é a divindade do rio Yewá, que corre na África paralelamente ao rio de Ògún, em certas lendas é frequentemente confundida com Yemonja. No Brasil, principalmente na nação Kêtu, não há qualquer confusão com relação à Ewá, ela é a guerreira caçadora, esposa do rei Omolu, companheira de Osúmaré e irmã de Osún.”

Omindarewá escreve:
“Iewá, na Nigéria, nasce num rio e é ligada à água. Pierre Fatumvi Verger se refere a ela como uma espécie de Yemanjá. Também é considerada como a parte feminina de Oxumarê.
É uma caçadora, uma amazona.
Ligada a Ode: vive na floresta, no meio dos bichos.
Ligada a Irokô: só ela pode descansar em suas raízes, no alto da noite.
Ligada a Oxumarê: casada com ele, mora na casa de Omolu.
Ligada a Obaluayê e a Nanã: na hora da morte, ela transforma o ser vivo em cadáver.
Junto com Oxumarê e Nana: ela ajuda a modelar a terra primordial.


Também conhecida como Ìyá Wa. Assim como Iemanjá e Oxum, também é uma divindade feminina das águas e, às vezes, associada à fecundidade. É reverenciada como a dona do mundo e dona dos horizontes. Em algumas lendas aparece como a esposa de Oxumarê e pertencendo a ela a faixa branca do arco-íris, em outras como esposa de Obaluaiê ou Omulu.
Orixá que protege as virgens e tudo que é inexplorável. Ewá tem o poder da vidência, Sra. Do céu estrelado rainha dos cosmos. Ela está o lugar onde o homem não alcança.

Na verdade ela mantém fundamentos em comum com Oxumarê, inclusive dançam juntos, mas não se sabe ao certo se seria a porção feminina, sua esposa ou filha.
Quando cultuada na nação Keto, Ewá dança, ilu, hamunha e aguerê, Na cultura jêje, onde suas danças são impressionantes, prefere o bravun e o sató e dança acompanhada de Oxumare, Omolu e Nanã.
Nas festas de Olubajé, Ewá não pode ser esquecida, deve receber seus sacrifícios, e no banquete não pode faltar uma de suas comidas favoritas; banana-da-terra frita em azeite.

Na África, o rio Yewá é a morada dessa deusa, mas sua orígem gera polêmicas. A quem diga que, a exemplo de Oxumaré, Nanã, Omulú e Iroko, Ewá era cultuada inicialmente entre os Mahi e foi assimilada pelos Iorubás e inserida em seu panteão. Havia um Orixá feminino oriundo das correntes do Daomé chamado Dan. A força desse Orixá estava concentrada em uma cobra que engolia a própria cauda, o que denota um sentido de perpétua continuidade da vida, pois o círculo nunca termina.

Ewá seria a ressignificação de Dan ou uma de suas metades –A outra seria Oxumaré. Existem, porém, os que defendem que Ewá já pertencia à mitologia Nagô, sendo originária na cidde de Abeokutá. Estes, certamente, por desconhecer o panteão Jeje –No qual o Vodun Eowa, da família Danbirá, seria o correspondente da Ewá dos Nagô, –Confundem Ewá com uma qualidade de Yemonjá. Erram porque Ewá é um Orixá independente, mas sua orígem não se esclarece sequer entre os Jeje, pois em respeitados templos de Voduns afirma-se que Eowa é Nagô.

Eowá foi uma cobra muito má e por isso foi mandada embora. Acabou encontrando abrigo entre os Iorubás, que a transformaram em uma cobra boa e bela, –A metade feminina de Oxumaré. Por esse motivo, Oxumaré e Ewá, em qualquer ocasião, dançam juntos.


Descrição
Filha de Oxalá e Iemanjá, é uma deusa casta, que tem o poder de se tornar invisível e de penetrar nos mistérios de Ifá (o deus da adivinhação). Seus domínios são as ilhas e penínsulas, o céu estrelado, a chuva e a faixa branca do arco-íris. No sincretismo religioso, está associada a Nossa Senhora das Neves. É a cobra fêmea do candomblé, que não dorme, sendo portanto, a senhora das vistas. Preside sobre a prisão. No caso do assentamento, se difere das Yabgàs somente porque seu igbà é uma cobra de metal amarelo, enroscada, que fica sobre o Otà. Suas cores são o amarelo e o vermelho, em algumas casas a fusão destas duas cores, o laranja. Sua saudação Yewà Y rò.


Ewá é orixá que representa o encontro da terra com o céu, ou do céu com o mar, representa os horizontes, as passagens e as transformações.
Por isso se diz também que ela está nos cemitérios, fazendo a transformação dos corpos e auxiliando a passagem dos espíritos para outras dimensões.
Hoje é pouco cultuada, pois dizem que os antigos sacerdotes levaram consigo seus segredos sobre o culto de Ewá. No entanto ainda podemos vê-la dançar em alguns terreiros.
Alguns a consideram a esposa de Oxumarê, mas a maioria dos babalorixás e ialorixás nega isto, dizendo que a esposa de Oxumarê é Aracá e não Ewá.

EWÁ NOS CANDOMBLÉS:
É um vodum jeje incorporado ao rito ketu. No jeje tem o mesmo nome e no angola é considerada qualidade de Oxum.


http://toluaye.wordpress.com/2008/04/26/historia-lenda-mitologia-e-logia-dos-orishas-oba-e-ewa/
http://www.casaiemanjaiassoba.com.br/Ewa.html
http://br.oocities.com/lardeogum/orixas/Orixa_Ewa.htm
http://www.choupanadeobaluaie.com/novo/index.php?option=com_content&view=category&layout=blog&id=35&Itemid=54&limitstart=9
Imagem: http://felicidadenosorixas.blogspot.com/2010/08/caracteristica-dos-filhos-de-ewa.html

POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

Carregando...

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ