.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

quarta-feira, 7 de março de 2012

O ingresso em uma Gira - Parte I


As dificuldades de adaptação e integração social e espiritual em um terreiro de Umbanda ou barracão de Candomblé

O médium iniciante que acredita incontestavelmente  que seus pais de santo e irmãos de corrente são invulneráveis as tentações da manipulação mágica negativa, estão cometendo um erro que pode ter graves consequências.
Seres humanos, em sua maioria são muito frágeis em suas convicções morais e idealismo. Quando você entra em uma corrente, o seu ingresso vai afetar a corrente inteira, do mesmo modo em que será afetado por ela.

Sabe-se que em qualquer meio social de convívio constante ocorrem  divergências, conflitos, disputas e dissidências, pois é difícil conviver. Apenas essas questões já seriam geradoras de muito problemas. Mas exite ainda os sentimentos sombrios abrigados nos porões dos corações humanos: ciúme, inveja, cobiça, raiva, etc.
Eu, você leitor e qualquer um, temos esses sentimentos sim!
O grande desafio é reconhecê-los como conteúdos nossos e não apenas dizer que tal pessoa ou tal situação faz com que você sinta essa energia negativa. SENTIR é uma coisa, ALIMENTAR é outra.

O problema é que as consequências desses sentimentos num ambiente de manipulação de magia podem ser catastróficas, tanto para o médium em si, como para os demais, para os dirigentes e obviamente para a egrégora da Casa. Pois ocorre um efeito dominó e muitos são atingidos direta ou indiretamente, sobra até para os consulentes da assistência. Pois a definição do grupo é uma  CORRENTE. Uma corrente une todas essas pessoas de modo positivo e negativo.

Normalmente o ingresso em sua primeira Casa é permeado de amor, alegria e vontade de fazer parte daquela família. Mas a "família já está pronta", ela já foi iniciada com suas regras e espaços estabelecidos. E por mais que estes membros iniciadores dessa família, tentem e desejem receber bem os candidatos a novos membros, eles têm uma tendência antagônica ao seu desejo de agregar, que é a de excluir ou colocar o iniciante à parte. Podem dizer teoricamente, que essas afirmações não correspondem a verdade, mas é exatamente isso o que ocorre. É um fato que pode ser comprovado pela psicologia, pela antropologia e pela sociologia. E ocorre em todos os grupos sociais, não apenas os religiosos.


Os dirigentes com excessos de responsabilidades na maioria das vezes passam "batidos" para essas circunstâncias, pois confiam o andamento administrativo e social da casa à sua hierarquia de confiança. 


Após o ingresso na primeira Casa, o médium pode integrar-se bem e lá permanecer  por toda a sua vida; pode ter problemas iniciais e conseguir uma sequencial harmonização, ou decidir sair. Se sai, pode procurar outra Casa ou em alguns casos desistir de participar de qualquer outra Casa.

DEMANDAS
O que sabe fazer um médium da Umbanda ou Candomblé?
Magia é a resposta.
Preconiza-se e ensina-se sempre o bom uso das forças mágicas da natureza ou psíquicas. Mas a tentação é grande, pois poucos lembram-se de orar e vigiar.
E sempre, definitivamente, sempre, seremos tentados de diversas formas. Algumas camufladas pelo sentimento de "defesa" - NÃO ESTOU FAZENDO O MAL, ESTOU APENAS ME DEFENDENDO!!!


Espíritos obsessores das mais variadas origens e intenções negativas aproveitam-se das fraquezas dos médiuns e dirigentes para que com esforço mínimo consigam extrair suas energias psíquicas através do estímulo das desavenças e intrigas. Implantam mentiras que se tornam verdades absolutas. E o fazem dos dois lados e divertem-sem e triunfam sobre os médiuns e dirigentes que se tornam marionetes, crentes que estão no comando e sabem o que fazem.
Não raro, ocorre de Pais de Santo demandarem entre si, pelos mesmos motivos acima expostos, e alguns outros como disputas de fama e poder.


Eu visitei muitos Terreiros e Casas de Nação, em primeiríssimo lugar, por amor e devoção aos orixás e seus guias representantes. E seguidamente meus propósitos foram  entrevistas, conversas informais e observações. Há de vez em quando faço uma consultinha também.


E o escrevi não foi apenas por experiência própria, mas por constatação factual. 


Continua...



POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

Carregando...

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ