.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

OXUM MALICIOSA, ENGANA A INGÊNUA OBÁ


A primeira mulher de Xangô foi Oiá-Iansã, que era bela e fascinante.
A segunda foi Oxum, que era coquete e vaidosa e a terceira era Obá, que era a mais velha das três e sem muita vaidade, mas com pretensão ao amor de Xangô.
Obá percebia o grande apreço que Xangô tinha por Oxum, que mimosa e dengosa, atendia sempre a todas as preferencias do Rei, sempre servindo e agradando aos seus pedidos.

Obá resolveu então, perguntar para Oxum qual era o grande segredo que ela tinha, para que levasse a preferencia do amor de Xangô, já que Iansã, andava sempre com o rei em batalhas e conquistas de reinados e terras.
Iansã, pelo seu gênio guerreiro e corajoso, não era dedicada ao lar e aos mimos à Xangô, como as outras duas.
Obá era sempre desprezada e deixada por último na lista das esposas de Xangô, já que o mesmo mantinha paixão por Iansã e amor por Oxum.

Oxum percebe que Obá é a mais velha das esposas, e que é muito insegura, ardilosa como é Oxum de bom grado se oferece a ensinar a Obá pratos que garantiriam noites de amor incríveis com Xangõ, a Deusa enrola um turbante em volta da sua orelha e diz a Obá que cortou a própia orelha para por no amalá de Xangô,como uma forma de enfeitiçá-lo de amor, e que o senhor da justiça não poupava elogios.

Obá agradeceu a sinceridade de Oxum e saiu para fazer um amalá em louvor ao rei, enquanto Oxum, gargalhava da ingenuidade de Obá que, sempre atenta a tudo, não percebeu sua mentira, pois ela encontrava-se com suas duas orelhas, e falará isso para livrar-se da ingênua Obá.

Obá em grande sinal de amor pelo seu rei, preparou um grande amalá, e por fim cortou uma de suas orelhas colocando na mistura e oferecendo à Xangô como gesto de seu sublime amor.
Xangô ao receber a comida, percebeu a orelha de Obá na mistura, e esbravejou e gritou.
Enjoado, jogou tudo no chão e quis bater na esposa, que chorava.

Oxum chegou nesse momento, exibindo suas intactas orelhas.
Oba num segundo entendeu tudo, odiou a outra mais que nunca.
Envergonhada e enraivecida, precipitou-se sobre Oxum e ambas se envolveram numa briga que não tinha fim.

Xangô já não suportava tanta discórdia em casa e esse incidente só fez aumentar a sua raiva.
Ameaçou de morte as briguentas esposas e perseguiu-as.
Ambas fugiram da cólera do esposo.
Xangô procurou alcança-las, lançou o raio contra elas, mas elas corriam e corriam, embrenhando-se nos matos, ficando cada vez mais distantes, mais inalcançáveis.
Conta-se delas que acabaram por ser transformadas em rios.
E de fato na África , onde se juntam o rio Oxum e o rio Oba, a correnteza é uma feroz tormenta de águas que disputam o mesmo leito.

http://umbandadeamor.blogspot.com/2008/02/ob-orix-guerreira-e-das-guas-revoltas.html
http://www.caminhandocomosol.com.br/oba.htm

POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ