.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

domingo, 23 de janeiro de 2011

OS PASSOS DA INICIAÇÃO NA SANTERIA

Escrito por Okanbi / Omo Aggayú

Neste texto em seguida coloco os passos necessários que devemos dar quando desejamos entrar na santeria. Todos os passos começa primeiramente na escolha da sua Ilé de Ocha (casa de santo) e do seu futuro Padrinho - Oloricha.
Nesta etapa é muito importante salientar que essa escolha deve ser a mais acertada,
pois após a iniciação NÃO PODE E NEM DEVE MUDAR DE PAI DE SANTO. Será um compromisso até ao fim dos seus dias e este compromisso somente pode ser rompido pela morte do seu Padrinho, uma falta grave por parte do seu Padrinho ou se Elleguá indique que precisa de mudar de Ilé de ocha.
Por outro lado o Oloricha também deve ter sempre o cuidado em aceitar um futuro afilhado, pois tanto pode trazer muita alegria e paz a sua ilé, como muitos problemas e preocupações.
Ainda nesta fase o futuro iniciado começa por ser consultado pelo Oloricha, em que nessa consulta verifica-se o oddu da pessoa, o seu Oricha tutelar entre diversas outras situações. Nesta fase ainda quem indica se essa pessoa possa vir a ser iniciada pelo Oloricha é indicado por Elleguá (dono e senhor de todos os caminhos nesta vida), pois é ele somente que diz se o Oloricha deverá aceitar em sua ilé essa pessoa. Em caso de afirmação então irá passar por várias etapas.


1 ETAPA - Colocação de Colares

Colocação de colares seria a primeira etapa na Santeria, uma cerimonia de muita importância devido ao facto da pessoa a ser iniciada obter a primeira ajuda do seu anjo tutelar e um acordo entre a pessoa a ser iniciada e o seu Oricha pessoal. Passa nesta primeira fase por uma limpeza de ewe (ervas sagradas), rogação de cabeça e colocação de 5 colares. Cada caso pode variar o numero de colares a ser colocado, dependendo da primeira consulta feita a pessoa.
O ritual de colocação de colares é de uma beleza formidável e inicia a pessoa na Santeria. Passa a ser acompanhado pelo seu Padrinho de Santo, que ajuda todos os passos seguintes de maneira a compreender como funciona esta religião e os procedimentos necessários a partir de agora. Nesta fase o Oloricha começa a ser saudado pelo seu afilhado como Padrinho, num ritual de saudação própria nesta religião.


2 ETAPA - Receber Ogun e Eleguá

Nesta segunda fase da iniciação pode passar meses ou anos dependente da aprendizagem do iniciado e quando o Padrinho acha que chegou a fase de avançar então serão dados um Eleguá da porta e um Ogún. Neste cerimonial é bastante mais complexo que o primeiro, pois o iniciado começa a ter a capacidade de poder contactar directamente dois Orichas, e uns dos mais importantes nesta religião.
O sacrifício de animais como procedimentos de limpeza acontecem de forma a limpar da pessoa de quaisquer Osogbos (problemas) ou Araye. Nesta fase da vida do afilhado, é dado a conhecer a forma de dar coco a Obi. Aprende o dialecto Yorubá, como saudar a maioria dos Orichas, as suas oferendas, cores dos colares entre outros ensinamentos importantes. Nesta fase passa por um aumento significativo de conhecimentos e passa a poder contar com a protecção e orientação de dois Orichas.


3 ETAPA - Ser iniciado como Oloricha (Pai de Santo)

Dependendo do tempo e da realização das suas obrigações perante o Oricha tutelar da pessoa, este passo significa o ultimo patamar nesta religião. É como chegasse ao fim da meta, em que essa pessoa recebe definitivamente o titulo de Oloricha (Pai de Santo) ou Iyalocha (Mãe de Santo). Passa por imensos rituais de sacrifício e de limpeza em que vai levar a ter sempre presente o seu Oricha tutelar consigo. Nesta religião todos os seus Orichas são levados para a sua casa, não ficando nenhum entregue ao encargo do seu Padrinho. Aqui é de inteira responsabilidade do novo santeiro o cuidado dos seus Orichas. Passa um ano de obrigações perante o seu Itá (livro da sua vida) e necessariamente terá de fazer um ebó meta aos três meses após ter feito o seu Santo. No final do ano de obrigações será feita uma cerimónia de entrega do quarto de Santo e o conhecimento das ervas sagradas (ewe) por parte do seu Padrinho. Nesta fase é chamado como Iyawo (criança ou iniciado) até fazer um ano de santo. A partir daí será chamado de Oloricha.


4 ETAPA - Sessão espiritual ou bóveda espiritual

Dependendo da sua casa de Santo esta cerimónia pode ser feita antes ou depois da sua iniciação. É uma forma de sabermos quais são os cuidados que deve ter perante os seus Egguns (espiritos ancestrais) e o que eles lhe desejam transmitir. É uma cerimónia sagrada que nos leva a entregar num mundo espiritual bastante intenso, e que leva a entender muito a nossa caminhada por esta religião. Algumas casas de santo optam por não fazer esta cerimónia, que eu acho ser fundamental para o crescimento do no Oloricha.

De alguma forma simplificada termino esta explicação dos passos a dar nesta religião e aconselho profundamente a se inteirar de todos os pormenores antes da escolha da sua Ilé de Ocha, e do seu futuro Padrinho.

Desde já o meu obrigado
Okanbi / Omo Algallú
http://www.centroanastacia.com/iniciacao-santeira.htm

POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

Carregando...

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ