.
.

O QUE MAIS LHE INTERESSA SOBRE ORIXÁS:

SOBRE O SEU ORIXÁ DE CABEÇA:

Páginas Visitadas

ORIXÁS, UMBANDA E CANDOMBLÉ

POR AMOR AOS ORIXÁS - ANO III

Seguidores

Seguir por Email

terça-feira, 15 de novembro de 2011

INVOCAÇÃO DOS ORIXÁS PELA APOMETRIA

A Umbanda Esotérica trabalha frequentemente com a energia dos Orixás, muitas vezes sem a incorporação.

- Invocação Oxalá e linha do oriente:

Essa Energia baixa raras vezes e só faz, quando encontram um médium em excelente estado mental, e moral, o que é raro em nossos dias.
Representa uma vibração que é responsável pela energia da paz, também associada ao elemento masculino – YANG. É responsável por reger o chacra coronário e está relacionado ao corpo mais superior do espírito, sétimo corpo espiritual (“ÁTMICO”- SOL). Signo de Leão.


Os filhos de Oxalá são pessoas calmas, dignas de confiança, reservadas, e tem muita força de vontade. Colar de contas: é branco. Sítios Sagrados: matas, cachoeiras, mar, jardins; em todos os lugares.
faz a distribuição ou "descida" vibratória das outras linhas e entidades. Adequado se cantar no inicio dos trabalhos e nas situações que requerem atuação do chamado agrupamento do oriente e dos médicos do astral.
Ex. fixar agrupamento do oriente, plasmar ala médica e instrumentação cirúrgica no astral.

- Invocação Yemanjá:
Está ligada ao elemento água e ao elemento feminino –Yin. Porém, Oxalá não é Jesus e nem Yemanjá e nossa Senhor. Essa energia está associada à lua e às mares, representa sensibilidade, emoção e está ligada ao chacra frontal e ao corpo budhico. Signo de Câncer.

Orixá dos mares, das águas salgadas. Responsável pelos bens materiais, grande provedora e mãe. Senhora da Calunga Maior(mar), portanto grande absorvedora de energias negativas. Os filhos de Yemanjá são voluntariosos, fortes, rigorosos, protetores, altivos e algumas vezes impetuosos e arrogantes, se fazem respeitar e são justas, bastante formais, põe em prova as amizades, são sérias e maternais. Ganham dinheiro com facilidade (quando não tem, aparece), não aparentam a idade que tem, gosta do poder.

Traduz a sua vibração em paz e harmonia. Protetora da família, dos laços familiares. Reino: mar. Cores: azul claro ou branco transparente. Elemento: água. Dia da semana de maior vibração: sexta-feira. Planeta: Vênus. Sincretizada com N. Senhora da Glória tem o seu dia comemorado em 15 de agosto.
Modo de atuarem: Os fluídos de ligação dessa Energia vêm pela cabeça, braços e joelhos. Balançam o corpo do médium suavemente, levantando os braços no sentido horizontal, flexionando e tremulando as mãos, balançando a cabeça, tomando o controle do médium. Gostam de trabalhar com água salgada ou de mar. Colar de contas: amarelo
Sítio Sagrado: mar.
limpeza magnética do ambiente do trabalho, médiuns e consulentes pelo povo d'agua.
Ex: após desmanchos, desobsessões, demandas, manifestação de espíritos sofredores mais cansativas, e sempre que se precisar fazer uma harmonização do grupo. Yemanjá pode ser invocada também nos casos que se requer fixar no campo vibratório de uma consulente o sentimento de maternidade – conflito entre mãe e filho.


- Invocação Oxum:
harmonização exaltando o sentimento de amor incondicional que acompanha a vibração deste orixá.
Ex: casal em desavença por gravidez recente ou por tentativas de engravidar frustradas.


- Invocação Oxossi:
Ligados à natureza e as florestas, à cura e à força Prânica, relaciona-se com o chacra esplênico e ao corpo duplo etérico, que é responsável pela harmonização das energias da aura. Orixá da saúde, prosperidade, força, energia (ligada a saúde), farmacopéia (farmácia), nutrição É o “caçador” do Axé. Representado pelos Caboclos e Caboclas.

Os filhos de Oxossi são pessoas espertas, rápidas, donos de notáveis agilidades sempre alertas e em movimentos, com muita iniciativa, sempre em busca de novidades, grande senso de responsabilidade e cuidado com a família. Meio fechados, gostam de viver no seu próprio meio. Gostam de contemplar a natureza. Geralmente são pessoas desconfiadas, mas que quando confiam são amigos fiés. Trabalhadores incansáveis.

Reino: mata. Cor: verde (todos os tons e branco). Os tons de verde variam de acordo com a origem do Caboclo. Elemento: terra. Dia na semana de vibração maior: quinta-feira. Planeta: Vênus. Signo de Libra e Touro. Sincretizado com São Sebastião, tem o seu dia comemorado em 20 de janeiro.
Modo de atuarem: Essas Energias são suaves, em suas apresentações e cheios de brilhos. Jogam seus fluídos pelas pernas com tremores e ligeiras flexões das mesmas. Juntam os dedos polegar e médio e impõe o indicador para dar a impressão de uma flecha. Geralmente, fazem danças como se estivessem em um ritual indígena. Colar de contas: azul. Sítio Sagrado: matas.
curas e cirurgias astrais.
Ex: consulente com câncer. Pode ocorrer a atuação desta vibração em trabalhos desobsessivos através dos chamados caboclos flecheiros – jurema, cobra coral.


- Invocação Xangô:
Sua vibração está relacionada com o chacra cardíaco e no corpo mental inferior, traduz justiça, equilíbrio e verdade. Os filhos de Xangô são voluntariosos e enérgicos, altivos e conscientes, não toleram contrariedade, nesses casos são violentos e incontroláveis. Xangô está associado ao trovão e seus filhos possuem senso de justiça muito apurado, rigidez de pensamento, são pessoas metódicas, equilibradas e tem facilidade no estudo.

Orixá da justiça e do conhecimento (estudo de maneira geral), equilíbrio das forças de um modo geral, ligadas a questões de Justiça. Sincretizado com São Jerônimo, tem o seu dia comemorado em 30 de setembro.

Encontramos também outras datas de comemoração porque este Orixá foi sincretizado com outros Santos Católicos, em função de seus desdobramentos, a saber:

Xangô Alafim-Eché (São Jerônimo - 30 de setembro),
Xangô Abomi (Santo Antônio - 13 de junho),
Xangô Alufam (São Pedro - 29 de junho),
Xangô Agodô (São João Batista - 24 de junho),
Xangô Aganju (São José - 19 de março)
Xangô D'Jacutá (sem sincretismo - Regência geral da Linha de Xangô).

Força da natureza que rege: trovão. Cores: marrom, cinza e ainda o roxo. Elementos: ar e terra. Dia da semana de vibração maior: quarta-feira. Planeta: Júpiter. Signo de Peixes e Sagitário.

Modo de atuarem: Essas Energias se entrosam no Corpo Astral, de maneira semi-brusca, refletindo em arrancos no físico. Suas vibrações atingem logo o consciente do médium, forçando-o a cruzarem os braços e comprimi-los no peito.

Suas veias no pescoço se alteram com aceleração pronunciada no ritmo cardíaco, a respiração fica ofegante, até normalizarem seu domínio físico. Colar de contas: verde. Sítio Sagrado: matas e pedreiras.
verificação de causas pretéritas, traumas do passado que estão necessitando de equilíbrio e é justo conforme a lei do carma e ocorrências que estão desrespeitando o livre arbítrio do consulente.
Ex: pânico de elevador porque numa vida passada caiu de um telhado. Espíritos obsessores se aproveitam disto e aumentam o mal estar - essas informações geralmente são fornecidas pelos guias através de um médium ou diretamente pelo dirigente, quando ele não recebe direto do astral pela clarividência ou incorporação.



- Invocação Ogum:
Possui vibrações mais intensas que se assemelham ao chacra estomacal e esta na posição do corpo astral de emoções fortes e passionais. Os filhos de Ogum representam pessoas enérgicas, briguentas, perseguem seus objetivos e são sempre vitoriosos, de humor mutável, vão da fúria à tranqüilidade em curto espaço de tempo, são impetuosos arrogantes, são francos e sinceros, não pensam duas vezes antes de falar, acabam ofendendo devido sua franqueza. Temperamento forte, determinados e batalhadores.

Orixá da energia (ligada a atitude), perseverança, vencedor de demanda, persistência, tenacidade, renascimento (no sentido de capacidade de se reerguer). Reino: Orixá sem reino específico, que atua na defesa de todos os reinos em função A Energia de Ogum está em todos os lugares.

Cor básica: vermelha e branco. Sincretizado com São Jorge, tem o seu dia comemorado em 23 de abril. Elemento: fogo. Dia da Semana de vibração maior: terça-feira. Planeta: Marte. Signo de Áries e Escorpião.

Desdobramentos Principais de Ogum

Ø Ogum Megê – vermelho, branco e preto (trabalha em harmonia com Omulu, na entrada da calunga pequena - cemitério).

Ø Ogum Rompe Mato – Vermelho e verde (trabalha em harmonia completa com Oxossi, na entrada da Mata. Podendo ser cultuado tanto na terça-feira, dia de Ogum, quanto na quinta-feira, dia de Oxossi)

Ø Ogum Beira-mar – Coral (trabalha na orla marítima em harmonia com Iansã e Iemanjá).

Ø Ogum Iara – azul claro e vermelho (trabalha na cachoeira em harmonia com Oxum).

Ø Ogum de Lei – vinho e branco (trabalha com as Almas em harmonia com Xangô, Omulu, Oxum e Ogum Iara)

OBS.: Os demais Oguns encontrados mais raramente dentro dos terreiros de Umbanda, são desdobramentos destes principais Chefes de Linha, exemplo: Ogum 7 Ondas (desdobramento de Ogum Beira-Mar).

Modo de atuarem: Essas Energias vibram com força sobre o Corpo Astral, fixando seus fluídos pelas costas e cabeças, com respiração ofegante tomam o controle do físico do médium. Geralmente, dão uma espécie de brado que num bom aparelho se entende bem as duas sílabas da palavra OG-UM, como invocação à Vibração que o ordena.

Esses Espíritos gostam de andar de um lado para o outro e falam de maneira forte, quando realmente for necessário. Demonstram vigor e são vencedores de demanda. Colar de contas: vermelho. Sítio Sagrado: matas.
as entidades desta linha irão realizar o trabalho de demanda, lutar contra as falanges das "sombras", se antepor frontalmente aos feiticeiros do umbral inferior, criando uma barreira vibratória magnética do astral.
Ex: consulente magiado. “Confronto” com a organização contratada no submundo astral que fez o trabalho. Invocamos o Orixá Ogum. Os Caboclos da vibratória se manifestam. Se necessário,são utilizados os elementos materiais: fogo, pólvora, água...


- Invocação Omulu: todo trabalho de alta magia, liberação dos guardiões –Exus- é feito por esta vibratória.
Ex: consulente está perturbado em conseqüência de um trabalho de magia negativa realizada com sacrifício animal em porta de cemitério, fazendo com que ele não durma e sinta dores generalizadas pelo corpo.


- Invocação Iansã: deslocamento e mudança
Ex: remoção de grupo de espíritos sofredores ou mudança de padrão mental do consulente – rigidez de opinião.

- Invocação Nanã: após trabalhos “pesados” de contra-magia, desmanchos, que foram liberados de escravidão muitos espíritos.
Ex: espíritos escravos de uma organização trevosa foral soltos e não sabem que estão desencarnados. A vibração de Nana os acolhe no mundo espiritual como uma grande mãe acolhe seus filhos no seu colo.

Encerramos este tópico dizendo que todas as entidades ligadas a cada Orixá trabalham em conjunto e ao mesmo tempo no atendimento com apometria e a movimentação destas falanges se dá sempre que necessário baseado no merecimento do consulente.

Assim, este tipo de trabalho mediúnico inevitavelmente é de uma universalidade convergente atemporal. Ou seja, quando entramos no campo energético de um consulente, estamos interagindo com seu espírito que já teve milhares de encarnações em várias épocas e condições diferentes na Terra. Nós temos que ter o coração aberto para todo o tipo de manifestação e de forma alguma devemos tecer julgamentos sobre a dor de quem quer que seja, pois do nosso passado não sabemos. Cremos que a Umbanda é a mais rica e propiciatória religião mediúnica à pesquisa do espírito eterno com a técnica chamada apometria exatamente pela sua essência: o amor universal que se perpetua pelos tempos imemoriais.

http://choupanadocaboclopery.blogspot.com/2010/10/invocacao-dos-orixas-na-apometria.html
http://luzdeesperanca.no.comunidades.net/index.php?pagina=1396115359

POSTAGENS RECENTES

PESQUISAR ESTE BLOG

Carregando...

ARTIGOS SUGERIDOS

PÁGINA INICIAL

PÁGINA INICIAL
click na imagem

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ EXÚ

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ OGUM

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ IANSÃ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ XANGÔ

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXUM

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ OXÓSSI

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ IEMANJÁ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ OMOLÚ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ

ORIXÁ NANÃ BURUQUÊ